4 coisas que você precisa saber sobre o uso do EPI - GalvaMinas
Fazer Orçamento

X

Faça agora um orçamento gratuito

*Entrega exclusiva para Minas Gerais

4 coisas que você precisa saber sobre o uso do EPI

EPI é a sigla utilizada para denominar o Equipamento de Proteção Individual. Esse é um assunto muito importante para todas as empresas que trabalham com serviços que incluam em suas atividades riscos para os funcionários na utilização de máquinas, equipamentos e manejo de substâncias.

Vamos compartilhar com você algumas informações relevantes que vão te ajudar a entender a importância do uso de EPI pelos seus empregados.

1. O uso de EPI é obrigatório e regulamentado por lei

Usar o equipamento de proteção individual não é uma opção, mas uma obrigação do trabalhador. Ele deverá zelar pelo equipamento e pelo uso correto dele. Para isso, a empresa deverá fornecer os EPIs e instruir sobre o uso deles.

Essa obrigatoriedade e a forma de uso do EPI é regulamentada por lei e deve considerar, também, os fatores de segurança e proteção coletivas, que vão influenciar na adequação dos equipamentos de proteção individual.

Os EPIs são regulamentos pela NR 6 do Ministério do Trabalho, vale a pena conferir a regulamentação na íntegra para se informar melhor.

2. A segurança do trabalhador é responsabilidade da empresa

Como foi mencionado, a empresa deverá fornecer e instruir sobre o uso do equipamento de proteção individual. O empregado tem a responsabilidade de zelar e utilizar o equipamento, mas o seu fornecimento, manutenção e supervisão é dever da empresa.

Ficar atento ao uso correto e disciplinado desses elementos pelo funcionário irá prevenir dores de cabeça futuras, pois, em caso de acidente, o empregador será responsabilizado caso não tenha oferecido e supervisionado corretamente os aspectos de segurança e proteção.

3. A empresa só terá a ganhar com o uso correto de EPI

Acidentes e doenças ocasionadas pelo trabalho não são um prejuízo apenas para o trabalhador, mas também para a empresa. Aspectos como reputação, perda de materiais e máquinas, além do prejuízo da mão de obra, são algumas das consequências de não investir corretamente na segurança.

Fora isso, haverá responsabilidades pelas quais a empresa terá que responder nesse caso. Planejar, implantar e acompanhar o uso dos EPIs só será benéfico para a empresa, pois evita esses entraves e garante a continuidade e fluidez do negócio.

4. Conheça os EPIs mais utilizados em obras

Os equipamentos de segurança individual mais utilizados, principalmente em obras, são:

– Óculos ou viseiras de proteção

– Protetores auriculares

– Cintos de segurança

– Protetor Solar

– Capacetes

– Mangote

– Luvas

– Botas

Os equipamentos de proteção individual visam garantir a segurança imediata do trabalhador, mas também a sua saúde ao longo do tempo, pelo contato constante com algum tipo de ambiente ou substâncias nocivas e afins. O empregador deve se informar e garantir que o funcionário cumpra todos os procedimentos relacionados a essa proteção, mesmo que ele pense que não é importante.

Embora seja uma medida para proteção individual, se você observar bem, esses equipamentos oferecem garantias não apenas ao empregador, mas também à empresa, evitando para ela prejuízos imediatos e futuros. Conheça um pouco mais sobre o assunto em nosso artigo: A importância do uso dos EPIs.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.