6 tipos de solventes e suas aplicações na obra - GalvaMinas
Fazer Orçamento

X

Faça agora um orçamento gratuito

*Entrega exclusiva para Minas Gerais

6 tipos de solventes e suas aplicações na obra

Os solventes estão muito presentes na indústria e também nas obras, seja a partir da composição de certos materiais, na limpeza de equipamentos ou afins. Muitos deles são componentes químicos que precisam ser controlados. Mas existem diversos tipos de solventes, sendo que a própria água pode ser considerada um.

Contudo, não iremos trazer neste artigo coisas que você provavelmente já sabe. Vamos falar de alguns tipos de solventes e suas funções para ampliar seus conhecimentos sobre o assunto. Confira!

Alguns tipos de solventes

1. Hidrocarbonetos aromáticos

Alguns exemplos desse solvente são o benzeno, tolueno e xileno. Conforme as particularidades de cada um, eles fazem parte da composição de diferentes materiais como borrachas, tintas, lacas, resinas, desengraxantes, dentre outros. Devido à toxicidade, o uso desses tipos de solventes na obra em estado puro deve ser evitado ou supervisionado.

2. Hidrocarbonetos alifáticos

Dentre os hidrocarbonetos alifáticos estão o heptano, hexano e benzina. Esses solventes também podem ser encontrados na composição de materiais, como as tintas e os removedores de manchas. Em contextos como o de uma obra, a benzina, por exemplo, pode ser utilizada tanto quanto solvente (para limpeza) quanto como diluente de alguns tipos de tinta.

3. Álcoois

Dentre os tipos de solventes no grupo dos álcoois estão o álcool etílico, o álcool metílico e  o álcool propílico. Entretanto, esse grupo engloba diversas outras substâncias solventes. Elas apresentam inúmeras funções, mas no âmbito de uma obra, são utilizadas principalmente para a limpeza, higienização e como diluentes.

Tipos de solventes por classificação

O uso de solventes no contexto das construções fica mais evidente pela classificação desses elementos do que pelos tipos de solventes, que utilizam termos mais técnicos. Dentre essas classificações estão:

4. Solventes verdadeiros

Os tipos de solventes classificados dessa maneira são aqueles que solubilizam o veículo, como aguarrás (para tintas e resinas à base de óleo); ésteres (para tintas acrílicas e vinílicas) e cetonas (para resinas epóxi e outras).

5. Solventes auxiliares

Esses elementos são utilizados para potencializar o efeito dos solventes verdadeiros, embora sozinhos não sejam capazes de solubilizar o veículo. Um exemplo deles é o tolueno, auxiliar para vinílicas e resinas acrílicas.

6. Thinner

O thinner é composto por uma mistura de solventes e é um dos mais utilizados na diluição de tintas à base de nitrocelulose e limpeza de peças, máquinas, equipamentos e afins. Ele não deve ser utilizado com substâncias sintéticas e à base de água.

Como você deve ter percebido, os tipos de solventes são utilizados principalmente em aspectos relacionados à pintura e limpeza na obra. Esses produtos podem ser muito tóxicos e voláteis, portanto, deve-se utilizar equipamentos adequados para lidar com eles, como luvas e máscaras.

Além disso, atualmente existem produtos orgânicos no mercado que substituem muitos desses solventes. Eles podem ser uma alternativa menos tóxica para os trabalhadores e menos nociva ao meio ambiente. Contudo, eles ainda não abrangem a diversidade de funções e usos dos solventes como um todo.

Esse artigo te ajudou? Continue se informando sobre assuntos de interesse seguindo a Galvaminas nas redes sociais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.