Como escolher blocos e tijolos para a obra? - GalvaMinas
Fazer Orçamento

X

Faça agora um orçamento gratuito

*Entrega exclusiva para Minas Gerais

Como escolher blocos e tijolos para a obra?

tijolos usados em construções

O sistema de construção mais utilizado no Brasil é a alvenaria e esse tipo de obra tem como um de seus principais materiais o tijolo. Contudo, conforme o tempo e as tecnologias evoluem, os materiais também se diversificam e, dessa forma, é possível encontrar uma variedade de tipos de tijolos que apresentam diferentes propriedades e indicações.

A escolha desse material é muito importante, tanto para uma execução eficiente do projeto quanto para um resultado final de qualidade. Levando isso em consideração, elaboramos este texto para te ajudar a escolher melhor qual tijolo utilizar em sua construção.

O que considerar primeiro na hora de escolher o melhor tijolo para a obra?

Podemos dizer que, em primeiro lugar, o ideal é escutar a opinião dos engenheiros e arquitetos, pois o tipo de projeto e a especialidade desses profissionais fará a diferença nessa decisão. De um modo geral, os tijolos ou blocos devem ser escolhidos de acordo com sua função de estrutura ou vedação, resistência, durabilidade, carga estrutural, absorção de água, isolamento térmico e acústico.

A variação desses aspectos também pode permitir que, conforme a construção, as escolhas sejam distintas para determinados ambientes, se isso for viável funcionalmente e financeiramente para a obra.

Avalie também o custo-benefício dos diferentes tipos de tijolos

Uma vez que você saiba sobre o que é necessário para a construção, das características que observamos anteriormente, e escutou a opinião dos profissionais responsáveis pelo projeto, outro aspecto que deve ter em mente é o custo-benefício. Não se deve observar apenas o valor imediato do tijolo, mas calcular qual seria o gasto real com o uso dele na obra, isto é, o custo total da alvenaria.

Dessa forma, você deverá avaliar o preço do tijolo por metro quadrado, seu rendimento e sua qualidade. Para que você possa entender ainda melhor como ponderar essa escolha, falaremos sobre alguns dos principais tipos de tijolo.

Tipos de tijolo

Tijolo cerâmico

Esse é um dos tipos de tijolo mais utilizado nas obras, também conhecido como tijolo baiano ou de barro cozido. Ele apresenta diversos formatos e quantidade de furos, o que influencia também na sua resistência. É de fácil adesão à argamassa, mas quebra-se com facilidade quando não cimentado, aumentando as taxas de desperdício.

Tijolo de adobe

O tijolo de adobe é fabricado com uma mistura de barro, água, fibras naturais e palha, sem passar pelo processo de queima, o que faz com que seja ecologicamente correto e tenha um bom custo-benefício. É muito eficiente como isolante térmico, contudo, apresenta alta absorção de água, o que o torna inviável para regiões com muita chuva pelo risco de desintegração.

Tijolo de concreto

Mais conhecido como bloco de concreto e apresentando diferentes variações – como o bloco celular que é menos agressivo ao meio ambiente e mais eficiente como isolante acústico e térmico – esse tipo de tijolo costuma ser uma opção mais econômica em relação aos outros. Ele permite a execução mais rápida da alvenaria, com menor gasto de argamassa e é mais resistente, evitando desperdícios. Contudo, de um modo geral, oferece menor conforto térmico.

Além dessas opções, você encontrará também o tijolo ecológico e uma variedade de tijolos decorativos. Como já mencionamos, a melhor forma de escolher é observar as dicas acima e fazer um balanceamento de prós e contras de cada tipo de tijolo para as condições específicas da sua obra. Um bom planejamento de obras poderá ser muito útil para facilitar essa e outras decisões. Você pode se aprofundar mais nesse assunto lendo o nosso artigo: Diferença entre os principais sistemas de construção.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.