Como são feitas as chapas de aço - GalvaMinas
Fazer Orçamento

X

Faça agora um orçamento gratuito

*Entrega exclusiva para Minas Gerais

Como são feitas as chapas de aço

As chapas metálicas são fabricadas de acordo com as necessidades do cliente e podem ser empregadas em diversos tipos de segmentos. O processo de fabricação possui características específicas que diferem o aço para o seu uso final, possibilitando uma ampla utilização do material. Neste post iremos falar sobre como são feitas e as suas diferenças.

Processo de produção

A parte inicial do processo de produção das chapas de aço acontece na mineração. O minério extraído é levado ao alto forno da siderúrgica onde é transformado em ferro gusa. Esse processo elimina outros tipos de componentes, como terra e demais impurezas que não sejam ferro. Com a matéria-prima pronta, pode-se obter diversos tipos de aço.

Após o primeiro procedimento, o ferro passa pela aciaria – área responsável pela transformação do ferro gusa em aço – além do refino, adição de ligas e conformação do aço em placas. Para finalizar é realizada a laminação, que transforma todo o material em bobinas e posteriormente chapas de aço; com exceção das chapas grossas que são impossíveis de serem bobinadas.

[ebook_madeira_com_form]

Tipos de chapas de aço

Existem cinco tipos de chapas de aço que são fabricadas a partir do ferro gusa. Cada uma delas contêm características próprias e aplicações diversas. Confira os modelos:

Chapa Grossa – Possui uma variedade extensa de aplicação e pode ser produzida com uma diversidade de propriedades. Por ser mais grossa, ela é o único modelo de chapa que não pode ser bobinada. É usada para o setor naval, equipamentos pesados, setor energético, óleo e gás, entre outros.

Chapa Xadrez – Muito conhecida pelo revestimento de pisos, a chapa xadrez também é usada para outros fins. As pequenas ranhuras em sua superfície fazem com que ela seja antiderrapante e se torne uma ótima opção para a construção de rampas, plataformas, pisos, revestimento de máquinas e veículos, entre outras aplicações.

Chapa Galvanizada – Após passar pelo processo de galvanização – onde a chapa de aço recebe uma camada de zinco – ela ganha novas propriedades e pode ser utilizada de formas diferenciadas. É mais resistente à corrosão, mais durável e possui propriedades térmicas e acústicas. Muito usada na construção civil, em acabamentos internos e externos, decoração, fabricação de telhas, entre outros.

Chapa laminada a quente (LTQ) – Presente em diversos objetos usados no dia a dia, a chapa laminada a quente é utilizada na fabricação de carros, ônibus, tratores, botijões de gás, plataformas, navios, eletrodomésticos, torres de energia, tubos, etc.

Chapa laminada a frio (LTF) – Esse tipo de aço é produzido a partir da redução a frio, aplicada à chapa laminada a quente. O processo acontece após ser recozida, ganhando tratamento térmico. É utilizada na fabricação de automóveis, implementos agrícolas, latas, eletrodomésticos, na construção civil, entre outros.

Qualidade

Qualquer tipo de chapa de aço deve ser produzido de acordo com todas as normas de qualidade estabelecidas pelo mercado. Dentre elas, estão a NBR (Norma Brasileira Regulamentadora), SAE (Society of Automotive Engineers – EUA), ASTM (American Society for Testing and Materials), API (American Petroleum Institute) e a JIS (Japanese Industrial Standards).

Esses são os modelos de chapas de aço existentes no mercado. Confie em quem produz com qualidade e tem excelência em atendimento. Ficou com alguma dúvida sobre esse assunto? Deixe o seu comentário abaixo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.