Conheça os diferentes tipos de argamassa e como usá-las - GalvaMinas
Fazer Orçamento

X

Faça agora um orçamento gratuito

*Entrega exclusiva para Minas Gerais

Conheça os diferentes tipos de argamassa e como usá-las

A argamassa é uma mistura composta por cimento, areia, cal ou aditivo e água, que é utilizada em obras para unir materiais, impermeabilizar, nivelar e regularizar superfícies. Isto é, ela é amplamente utilizada no decorrer de toda a construção e pode ser produzida na própria obra ou comprada pronta.

Por sua versatilidade de funções, a argamassa pode apresentar diversas formas de mistura para as distintas finalidades, que vão resultar em maior ou menor consistência, mais resistência ou flexibilidade, dentre outras possibilidades. A seguir apresentaremos sobre esses diferentes tipos de argamassa e como utilizá-los.

Argamassa artesanal

Aqui, chamamos de argamassa artesanal aquela que é produzida na própria obra, com o auxílio de ferramentas, como enxadas ou colher de pedreiro, ou de máquinas, como a betoneira. O mais importante a ser observado na produção da argamassa artesanal é a proporção entre areia, cimento e água.

Alertamos, antes de continuar a falar dessa proporção, que a areia deverá ser pura e peneirada, até que fique absolutamente limpa, para que a argamassa tenha qualidade. Abaixo, apresentamos as proporções mais comuns de componentes para cada finalidade da argamassa produzida na própria obra:

UTILIZAÇÃO

PROPORÇÃO

Cimento

Cal

Areia

Regularização (Contrapiso)

1

0

6

1

0

12

Assentamento (Tijolo cerâmico)

1

4

16

Assentamento (Bloco de concreto)

1

1

12

Chapisco

1

0

8

Reboco

1

4

18

Emboço

1

1

12

Colante

1

2

8

Essa proporção entre cimento, cal e areia é conhecida como “traço” e pode, ainda, apresentar outras variações mais específicas. A quantidade de água é variável de acordo com a maleabilidade necessária para a função que a argamassa será destinada. Em qualquer caso, é fundamental que a água esteja limpa e seja adicionada um pouco antes da aplicação da massa.

Argamassa industrializada

A argamassa produzida industrialmente se encontra em pó, já pronta para aplicação, disponível no mercado, demandando apenas a mistura com água ou pasta. As instruções de uso estarão indicadas na embalagem pelo fabricante, portanto, basta segui-las, o que torna a sua utilização menos arriscada do que a de produção artesanal.

Encontramos diferentes tipos de argamassa pronta de acordo com a aplicação, de modo que se deve observar essa informação na hora de adquiri-la.

Tipos de argamassa industrializada

AC-1

Esse tipo de argamassa é indicado para utilização em projetos de interiores, inclusive assentamentos de cerâmica, excluindo-se o uso em cômodos que serão quentes e úmidos, como saunas e estufas.

AC-2

Deve-se utilizar a argamassa AC-2 em ambientes externos, que demandem resistência por eventos naturais como chuva, vento ou mecânicos, como cargas. Ela também pode ser utilizada para assentamentos cerâmicos, de granito e porcelanato.

AC-3

Dentre os tipos de argamassa industrializada, a AC-3 é a mais resistente, atuando como cola e revestimento. Pode-se utilizá-la para assentamento de cerâmica, granito e porcelanato, fachadas, piscinas, saunas, estufas e espaços que não recebam insolação diretamente.

AC-3 E

Essa variação da argamassa anterior responde ao que falta: pode ser utilizada em espaços que recebem insolação direta, reunindo em sua composição as características das demais argamassas e apresentando maior tempo de cura.

É fundamental que se utilize a argamassa correta para cada aplicação, tanto por questões funcionais, quanto pela qualidade do acabamento da obra. Se você está realizando uma construção e deseja ainda mais qualidade em seus resultados, leia também o nosso texto: Diferença entre os principais sistemas de construção e saiba como escolher o melhor!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.